17 E 18 DE OUTUBRO - WTC EVENTS CENTER | AV. NAÇÕES UNIDAS, 12551 – BROOKLYN NOVO – SP
NOTÍCIAS
HOMENOTÍCIAS

Congresso Abit 2018 – Painel 4: a transformação do mercado será digital

17/10/2018

O painel de encerramento do primeiro dia do Congresso Abit 2018 tratou da transição do mercado de trabalho na era digital. Mario Conde, líder de Prática de Digital da Bain & Company, apresentou dados que reforçam como o perfil da cultura empresarial está sendo alterado. “Os três principais pilares atualmente são: mudança demográfica, modelo organizacional e automação. Dentro desse contexto, nos próximos 20 anos, o número de pessoas que vai entrar no mercado é de ¼ do que foi há duas décadas. Essa retração será compensada pela produtividade da automação”, alerta.

O especialista expôs como as organizações que mais obtêm sucesso estão buscando um perfil de time “ágil”. Isso quer dizer que os departamentos não precisam mais esperar o feedback de outras áreas para prosseguir com uma determinada estratégia. “Essa definição traz muito mais resultado e em cinco anos, os colaboradores atuarão em missões críticas multidisplinarmente” ressalta.

Da esq. para esq.: Mario Conde, Paula Pizzani, Paulo Correa, José Roberto Mendonça

Com uma pergunta pragmática, a gerente de DHO da Cedro Têxtil, Paula Pizzani, iniciou seu painel: “Sabe por que o retrovisor é melhor que o para-brisa? Porque o caminho que vem à frente é mais importante do que o ficou para trás. 40% das empresas na lista da Future 500 Companies de 2011 não existirão mais em pouco tempo”, adverte Pizzani.

A líder ainda afirma como a participação dos colabores é essencial para a existência e longevidade da tecelagem. “Na Cedro, desde 2010, temos um programa de ideias. Registramos mais de 19 mil sugestões vindas dos trabalhadores das mais diversas funções, principalmente da área operacional. Essa política nos fez passar pela crise de 2015 imunes”, salienta.

Pensando no contexto digital e como o consumidor impulsiona as mudanças também do mercado de trabalho, Paulo Correa, CEO da C&A Brasil, exibiu as ações realizadas pela varejista neste sentido. “Estamos em um novo contexto, onde quem comanda é o cliente, além da relevância e da velocidade. Para tanto, fizemos um experimento criando um verdadeiro squad com um time de várias áreas focado na criação de coleções semanais. Essa ação gerou um outro nível de rapidez e simplicidade na missão executada. Imagino que, em breve, as reuniões dessa equipe especial contarão com a participação online em vídeo de fornecedores e terceirizados para ajustar detalhes e facilitar ainda mais o processo”, disse.

   *Crédito de imagem: Ricardo Keuchgerian


TAGS: Congresso Abit 2018, painel 4, transformação, mercado, digital





17 E 18 DE OUTUBRO
WTC EVENTS CENTER | AV. NAÇÕES UNIDAS, 12551
BROOKLYN NOVO – SP